Barra Urgente

Barra Urgente


Resultado da busca pela categoria "cultura"

Projeto que antecipa feriados para as segundas está em pauta no Senado

Terça | 20.06.2017 | 12h07


Foto: Ilustração

A ideia de antecipar os feriados para as segundas-feiras é a primeira da pauta a ser analisada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) nesta terça-feira (20). De acordo com o Projeto de Lei do Senado (PLS) 389/2016, que tem esse objetivo, feriados cujas datas caírem entre terça e sexta-feira serão antecipados para as segundas. A proposta, do senador Dário Berger (PMDB-SC), não afeta datas simbólicas como 1º de janeiro, 1º de maio, 7 de setembro e 12 de outubro, nem o Natal, o Carnaval, o Corpus Christi e a Sexta-feira Santa. A medida também não valerá para os feriados que caírem aos sábados e domingos. O parecer do relator Hélio José (PMDB-DF) é favorável à aprovação da proposta, que será votada em caráter terminativo. Além do projeto relacionado aos feriados, a CE tem outros 14 itens em pauta. Também poderá ser votado em decisão terminativa o projeto (PLS 737/2015), do senador Telmário Mota (PDT-RR), que institui os territórios étnico-educacionais (TEE) como forma facultativa de organização da educação escolar indígena. O parecer do relator, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), é favorável à aprovação do projeto. Na justificativa, Telmário argumenta que os territórios étnico-educacionais compreendem terras indígenas, ainda que descontínuas, que sejam ocupadas por povos que mantêm relações inter-societárias caracterizadas por raízes históricas, relações políticas e econômicas, filiações linguísticas e práticas culturais compartilhadas. Esses territórios, estabelecidos após ampla discussão, poderão proporcionar a eles a oportunidade de participar da definição dos caminhos pedagógicos a serem percorridos.

Profissão de baiana de acarajé deve ser incluída na Classificação Brasileira de Ocupações

Sexta | 16.06.2017 | 12h00


Foto: Ilustração

A profissão de baiana de acarajé deverá ser incluída na lista de Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). O termo de estudo técnico que irá viabilizar esta inclusão foi assinado nesta sexta-feira (16), na sede da Superintendência Regional do Trabalho no Estado da Bahia (SRTE), no Caminho das Árvores, em Salvador. O documento foi assinado pelo secretário executivo do Ministério do Trabalho, Antônio Correia, a secretária de Políticas para as Mulheres de Salvador, Taíssa Gama, e a Associação de Baianas. Esse termo irá ajudar o ministério a descrever a profissão. De acordo com a presidente da Abam, Rita Santos, essa reivindicação das baianas de acarajé é desde 2009. Com a regulamentação, as baianas vão poder, por exemplo, se cadastrar como microempreendedor individual e incluir a profissão em documentos como passaporte. Apenas em Salvador, o reconhecimento da profissão deve beneficiar cerca de 3.500 baianas de acarajé, segundo estimativa da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam). Desde 2005, as baianas são reconhecidas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Polêmica: Campanha pede que sertanejos não se apresentem em festas juninas

Quarta | 14.06.2017 | 18h00
Autor: Tribuna da Bahia


Foto: Reprodução

Artistas como Elba Ramalho, Alcymar Monteiro e Joquinha Gonzaga estão endossando uma campanha chamada 'Devolva meu São João', que critica o protagonismo cada vez maior de cantores sertanejos nas festas juninas, em vez das tradicionais apresentações de grupos e cantores de forró. No último domingo, 11, durante um show na Avenida Paulista, em São Paulo, Elba Ramalho se pronunciou sobre a campanha, relatando que o sertanejo está invadindo redutos tradicionais do forró. Após a campanha ganhar força nas redes sociais, a sertaneja Marília Mendonça falou sobre o tema durante apresentação em São João da Capitá (PE).  Rebateu a crítica e mandou um recado aos criadores da campanha: "Vai ter sertanejo no São João sim, viu? Porque quem quer é o público", disse ela durante um show em Pernambuco. A fala de Marília não passou despercebida entre os cantores de forró e Alcymar Monteiro, conhecido como 'Rei do Forró', criticou duramente a sertaneja, chamando suas músicas de 'breganejo' num áudio de WhatsApp, que acabou sendo divulgado na internet. Após críticas, Alcymar resolveu se pronunciar e esclarecer o motivo de suas críticas com um post em sua página do Facebook. Sob a hashtag #DevolvamMeuSãoJoão, ele explica que não teve intenção de ser machista em suas declarações e ressalta as tradições da festa junina, que teve como 'pai' o artista Luiz Gonzaga. No fim de sua publicação, o Rei do Forró mandou um recado: "Quem conviveu com Gonzaga não se contenta com pouco. Tem que ter gogó e cabeça. Não pode se fazer de mouco. Enquanto vivo estiver serei um defensor intransigente da minha cultura nordestina. Não porque é melhor ou pior, mas porque é genuína! Por isso encarecidamente peço aos que só querem atenção: Deixem em paz o meu Nordeste, e devolvam meu São João!".

Barra da Estiva entra para o Mapa Turístico Brasileiro

Sexta | 26.05.2017 | 12h08


Foto: Reprodução

Na última quarta – feira (24) houve na Câmara de Vereadores de Andaraí, uma reunião com representantes da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia e Ministério do Turismo, e foram tratados assuntos referentes à atualização do Mapa Turístico Brasileiro 2017. Na oportunidade, foi assinado o termo de adesão ao Programa de Regionalização do Turismo, tornando Barra da Estiva integrante da região turística da Chapada Diamantina – Circuito do Diamante. O secretário Admo Marcelo, assinou o referido termo e assim garantiu para Barra da Estiva o crescimento no âmbito do turismo, a valorização do turismo municipal, assim como, a oportunidade de atrair turistas para Barra da Estiva. Na gestão anterior, os primeiros passos foram dados para que Barra da Estiva fosse incluída no Mapa Turístico e a atual gestão vem dando prosseguimento ao processo, já que Barra da Estiva possui um grande potencial turístico, vindo futuramente a ser essa uma das áreas a alavancar a economia local, assim como já acontece em outros municípios. Alguns dos atrativos em Barra da Estiva são: Cachoeira do Bom Jardim, Comunidades Quilombolas e suas tradições, além de uma vasta beleza natural.

Guerra de espadas: Câmara aprova projeto e tenta legalizar prática como patrimônio cultural

Quinta | 25.05.2017 | 10h00
Autor: G1 Bahia


Foto: Reprodução

A Câmara de vereadores de Senhor do Bonfim, na região norte da Bahia, aprovou por unanimidade um projeto que visa transformar a tradicional guerra de espadas, que ocorre durante o período junino, em patrimônio cultural da cidade. A medida, no entanto, divide opiniões na cidade, porque alguns moradores defendem o fim da prática por conta dos perigos de queimaduras nos participantes. No São João de 2016, ao menos 19 pessoas tiveram ferimentos no município. A atividade é considerada ilegal, mas a câmara de vereadores informou que pretende se reunir com Exército, Polícia Civil e Ministério Público para tentar legalizar a guerra de espadas. O projeto aprovado na casa legislativa municipal agora segue para sanção do executivo. A assessoria de comunicação da prefeitura da cidade disse que ainda não recebeu o documento, mas que logo que isso acontecer o projeto deve ser aprovado e publicado no Diário Oficial do município.

Chapada: Exposição mostra vida de mulheres nas pedreiras

Sábado | 20.05.2017 | 18h00
Autor: Correio da Bahia


(Foto: Alexandre Augusto)

Elas vivem exclusivamente da própria produção, trabalham de sol a sol para ganhar R$55 por cada mil paralelepípedos feitos. Durante o dia se vestem de trapos para fugir das lascas de pedras que podem rasgar a carne. Longe de se sentirem exploradas, elas se mostram dignas, altivas e não esquecem das vaidades femininas. O cotidiano dessas Mulheres de Pedra é revelado na exposição do jornalista, publicitário e escritor Alexandre Augusto que, durante um ano, percorreu a Chapada Diamantina, especificamente nos municípios de Itatim e Itaetê, retratando a vida nas pedreiras. A exposição de fotografias Mulheres de Pedra será aberta, no Teatro Gregório de Mattos, no dia 24 de maio, às 19 horas, para convidados, e 25 para o público. Aberta e gratuita, quem tiver a oportunidade de apreciar as 21 fotos coloridas e impressas em pigmento mineral sobre Canson Platine terá mais que a possibilidade de ver uma reportagem contada com imagens, mas uma experiência sensorial, onde os sons das ferramentas batendo nas pedras, a água correndo e um fundo musical suave encontra o cenário perfeito montada com pedras reais e iluminação específica para transportar o visitante para as pedreiras , além da leitura de um poema de Cora Coralina, liberada pela filha da poetisa e lida por uma das mulheres de pedra. 

Morre crítico literário Antonio Candido aos 98 anos

Sexta | 12.05.2017 | 14h03
Autor: VEJA


Foto: Reprodução

Morreu nesta sexta-feira o crítico literário e sociólogo Antonio Candido de Mello e Souza, aos 98 anos. O autor de livros como Formação da Literatura Brasileira: Momentos Decisivos (1959), Formação da Literatura Brasileira (1975) estava internado no hospital Albert Einstein em São Paulo com problemas no intestino, de acordo com o jornal O Estado de São Paulo. Segundo a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), o velório será realizado nesta sexta-feira, no Hospital Albert Einstein, das 9 às 17 horas. Atuando ainda como professor, pensador social e militante político, ele revolucionou a maneira de ver a cultura nacional e de interpretar o Brasil, participando de maneira ímpar da formação de sua identidade. Vasta e diversificada, sua obra é adotada e respeitada nas principais universidades do Brasil.

Bahia: Implementação da Educação Quilombola nos municípios é discutida em Fórum

Quinta | 11.05.2017 | 12h04
Autor: ASCOM-Secretaria da Educação


Foto: Divulgação

Quilombolas e gestores públicos dos 27 Territórios de Identidade da Bahia estão participando, em Salvador, até esta sexta-feira (11), do Fórum Permanente da Educação Escolar Quilombola. A atividade, promovida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, acontece no Centro de Treinamento da Secretaria de Desenvolvimento Rural. O objetivo é discutir o fortalecimento e a implementação das Diretrizes Curriculares da Educação Escolar Quilombola, junto aos municípios baianos. A primeira reunião ordinária do Fórum também trata da efetivação da Lei 10.639/2003, que torna obrigatório o ensino da História e da Cultura Afro-brasileira e Africana e da formação de professores. “Estamos discutindo, durante estes três dias do Fórum, sobre a formação de professores no que tange a lei 10.639/2003, mas o foco principal é a implementação da Diretriz Curricular da Educação Quilombola nas unidades escolares dos municípios, que têm o maior contingente de estudantes quilombolas”, explica a coordenadora da Educação para a Diversidade, da Secretaria da Educação do Estado, Erica Capinan.

III Concurso para Escritores Escolares de Poesia e Redação recebe mais de 500 inscrições

Quinta | 08.09.2016 | 14h03
Autor: Ascom / Cultura


(Foto: Divulgação)

A 3ª edição do Concurso para Escritores Escolares de Poesia e Redação bate recorde superando as edições de anos anteriores com a soma 582 inscrições computadas. Ao todo são 40 cidades participantes, distribuídas entre 15 Territórios de Identidade. O Concurso é uma iniciativa da Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e tem como objetivo principal a sensibilização de estudantes para o universo da escrita criativa.   Voltado para estudantes do Ensino Fundamental I e II, e Ensino Médio, cada candidato teve a oportunidade de se inscrever com obras inéditas - poema e/ou uma redação – ficcional. Por ora, as inscrições estão sendo validadas quanto à documentação exigida em regulamento, para seguir até a próxima fase, que é a avaliação dos conteúdos.  Com tema livre, o concurso teve divulgação ampliada este ano, por meio de campanhas nas Redes Sociais. Tendo alcançado mais de 235 mil usuários na Rede Facebook, vídeos com mensagens de apoio a esta 3ª edição protagonizados pela cantora Margareth Menezes, pelo o ator e humorista Chapolin, o repentista Bule-Bule – que doou 150 Cordeis ao Concurso -, a baixista da banda Scambo, Tatiana Trad e sua filha, Flora Trad e do professor da Rede Pública, Anderson Shon (que ano passado foi campeão de inscrições pelo Educandário Helita Vieira, onde leciona).

 

UNINTER Brumado: em novas instalações e com muitas opções de graduação e pós-graduação

Quinta | 01.09.2016 | 14h50
Autor: ASCOM - Plena Educacional


Recentemente, o Polo UNINTER Brumado foi instalado em novo espaço (Rua Artur Revenster, 188 – centro da cidade), e a variedade dos seus cursos de graduação e pós-graduação em diversas áreas só aumenta! Com cursos superiores Tecnólogos, Bacharéis e Licenciaturas, além de especializações nas áreas: educacional, direito, saúde, empresarial e outras, não faltam opções para você escolher o curso que melhor se encaixa à sua necessidade ou desejo. Acesse: UNINTER.COM e clique em Graduação a distância ou em Pós-Graduação a distância! As inscrições estão abertas para todos os nossos cursos! AQUI NÃO PRECISA FORMAR TURMA PARA VOCÊ COMEÇAR A ESTUDAR!!! Aulas gratuitas de orientação para redação (para os interessados em realizar o vestibular UNINTER). Horário de atendimento: das 08h às 22h30min (de segunda à sexta-feira) e das 08h às 17h aos sábados! Onde tem UNINTER tem educação acontecendo! Gestão: Plena Educacional

Brumado mais uma vez presente nos palcos

Quarta | 13.07.2016 | 10h04
Autor: ASCOM / Chico Amorim


(Foto: Divulgação)

Dessa vez, aconteceu em Paracatu – MG o Festival do Patrimônio Cultural de Paracatu nos dias 8 e 9 de julho quando os brumadenses Bruno Leone, cantor e o músico instrumentista Chiquinho Amorim subiram ao palco para receberem os prêmios de duas grandes conquistas: Melhor Letra e 2º lugar Melhor Música com a canção “Os Girassóis” do compositor Igor Murilo, natural de Rio do Antônio. “Ficamos felizes em poder levar o nome da nossa querida Brumado além-fronteira e representar a nossa cultura em outras paragens. Foi uma longa viagem em busca desta importante vitória, visando também a fortalecer o nosso festival, o FEMP-B pelo qual estamos lutando, com a esperança de que Brumado continue a ser palco de um dos grandes festivais do Brasil. Esta conquista não é minha, nem de Bruno e sim da cultura musical da nossa cidade. Segundo a poetisa Cora Coralina, ‘não morre aquele que deixou na terra a melodia de seu cântico na música de seus versos,’” disse o músico Chiquinho Amorim.

Gal, Xangai, Ilê e Caetano estão entre vencedores do Prêmio da Música Brasileira

Quinta | 23.06.2016 | 16h01


(Foto: Divulgação)

Após várias indicações (clique aqui), a Bahia saiu vencedora em seis delas na 27ª edição do Prêmio da Música Brasileira, cuja cerimônia foi realizada nesta quarta-feira (22), no Theatro Municipal, Rio de Janeiro. Na categoria MPB o estado levou três dos quatro prêmios: Melhor álbum, com “Dois Amigos, um século de música” de Caetano Veloso e Gilberto Gil; produtores Caetano Veloso e Gilberto Gil; Melhor cantor para Caetano, no mesmo álbum e Melhor cantora para Virginia Rodrigues (‘Mama Kalunga’). Na categoria Regional, Xangai foi o Melhor Cantor e o Ilê Aiyê (‘Bonito de se Ver’) o Melhor Grupo. Outro grande medalhão da cultura baiana, Gal Costa levou o prêmio de Melhor Cantora, na categoria Pop/rock/reggae/hip-hop/funk, por seu trabalho no disco “Estratosférica”. Confira a lista completa dos vencedores.

Editada por baianos, antologia de HQs ‘O Tiraço’ participa de festival na França

Quinta | 28.01.2016 | 08h01


(Foto: Divulgação)

A antologia de tiras em quadrinhos “O Tiraço”, publicada pelo selo editorial baiano RV Cultura e Arte, foi selecionada para integrar o Festival Internacional de Angouleme, realizado na França, desta quinta-feira (28) a domingo (30). Editado por Larissa Martina, Ilan Iglesias e Isabelle Felix, o projeto em formato de jornal, que concorre à categoria de Quadrinho Alternativo, contou com o traços de 30 artistas brasileiros, dentre eles os baianos Flávio Luiz e Bruno Aziz, além de grandes nomes do quadrinho nacional como Fernando Gonsales, Gustavo Duarte, Laudo, André Dahmer e Galvão Bertazzi. No festival, equivalente ao Cannes dos quadrinhos, o projeto baiano foi inscrito na única categoria que aceita material em idioma diferente do francês, contou Larissa Martina, que comemora o fato de participar, mas não tem muita pretensão de vencer. “Eu acho que é algo muito longe de acontecer. Tem muitos outros materiais igualmente interessantes. Como a gente não conhece, fica difícil se posicionar. O legal é o reconhecimento do projeto que a gente conseguiu fazer com dificuldade”, revela a editora-chefe e “O Tiraço”.  O projeto, que levou quatro meses de produção e foi contemplado pelo edital Arte em Toda Parte - Ano II, da Fundação Gregório de Mattos, foi distribuído gratuitamente nas escolas da rede municipal de ensino, em Salvador, com uma tiragem de 30 mil exemplares. Participaram da publicação os quadrinistas Analu Medeiros, André Dahmer, Beto Basso, Bianca Pinheiro, Bruno Aziz, Caetano Cury, Chicolam, Cris Peter, Davi Caramelo, Estevão Ribeiro, Fábio Coala, Fernando Gonsales, Flávio Luiz, Frédson Gonçalves, Galvão Bertazzi, Guilherme Borges, Guilherme Caldas, Gustavo Duarte, Hector Salas, Junião, Laudo, Marcelo Nepomuceno, Marco Oliveira, Omar Viñole, Roni Silva, Rose Araujo, Ruis, Samuel Casal, Venes Caitano e Will Leite.

Ministro Juca Ferreira vê projeto que cria polo regional de produção cultural em Conquista e preserv

Sexta | 02.10.2015 | 09h58
Autor: Joana D'Arck | Assessoria Parlamentar


O deputado Waldenor Pereira ao lado do ministro Juca Ferreira (Foto: Divulgação)

Na oportunidade da presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira, na comissão geral do plenário da Câmara Federal, o deputado federal Waldenor Pereira, aproveitou para solicitar o apoio ao projeto Kaza Glauber - instituição para preservar parte da memória da história audiovisual brasileira, privilegiando a cinematografia nacional dos anos 50-80 e, em especial, a obra de Glauber Rocha, e incentivar a produção e difusão audiovisual.  A proposta vislumbra a constituição de um polo regional de produção cultural em Vitória da Conquista. A conversa com Juca Ferreira, que teve também a participação do secretário nacional de Recursos Audiovisuais, Pola Ribeiro, animou o deputado Waldenor, pela receptividade do cineasta e do ministro, ambos baianos, ao projeto Kaza Glauber. Tanto que o ministro convidou o deputado para detalhar o projeto, em seu gabinete. O parlamentar, inclusive, já encaminhou cópia da proposta elaborada pela Casa da Cultura de Vitória da Conquista, em parceria com a Prefeitura Municipal e a Universidade Estadual do Sudoeste. Conforme o projeto Kaza Glauber, o espaço cultural será implantado na casa onde viveu o cineasta, na Rua 2 de Julho, já que pretende articular a preservação da memória familiar dos Andrade Rocha com os traços da memória da cultura brasileira e da arte moderna que suscita tão fortemente a obra do cineasta mais reconhecido, nacional e internacionalmente, da história da cinematografia brasileira. Tanto do ponto de vista arquitetônico, quanto simbólico, o projeto prevê um espaço que busque a construção de uma atmosfera que seja próxima das linhas condutoras que nortearam o pensamento, a obra e a trajetória de Glauber Rocha. Será concebido ancorando-se em quatro eixos de atuação, que funcionarão de forma articulada: memória, formação, produção e difusão audiovisual.