Barra Urgente

Barra Urgente


Governo defende rever prisão após 2ª instância

Domingo | 15.10.2017 | 16h04
Autor: Estadão


O governo Michel Temer defende a revisão da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal, a Advocacia-Geral da União (AGU) argumentou que a pena somente deve ser executada depois de esgotados todos os recursos da defesa, o chamado trânsito em julgado. Em outubro do ano passado, por seis votos a cinco, o Supremo decidiu pela admissibilidade da prisão após o recurso em segundo grau, ao negar liminar em ações ajuizadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo PEN. O tema voltará a ser analisado no plenário em breve, uma vez que o relator Marco Aurélio Mello pretende liberar os processos para julgamento de mérito. Além da Presidência, o ministro solicitou informações ao Senado e à Câmara.O tema é alvo de polêmica e ainda divide a Corte. A decisão é criticada por advogados e defendida por integrantes do Ministério Público e do Judiciário, como o juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato. Ministros já sinalizaram que podem rever seus votos. Investigadores dizem que uma eventual mudança pode desestimular delações premiadas – uma colaboração pode ser fechada mesmo após a condenação e a prisão. A decisão de outubro passado, segundo a AGU, “flexibilizou o princípio da presunção de inocência”. “Em nosso regime constitucional, a presunção de inocência é direito fundamental e seus conteúdo e alcance influenciam todo o arcabouço jurídico criminal”, escreveu o órgão do governo. A manifestação, obtida pelo Estado, foi entregue pela AGU ao Supremo nesta quarta-feira, 11. O documento é elaborado pelo advogado da União Rodrigo Pereira Martins Ribeiro. O despacho é da ministra Grace Mendonça. De acordo com a AGU, “a norma constitucional que consagra o postulado da presunção de inocência (artigo 5.º, LVII, da Constituição) deve ser compreendida como o princípio reitor do processo penal. Essa dimensão de regra de tratamento da presunção de inocência impõe a liberdade do acusado, como regra geral, no decorrer da persecução penal”.

IBGE eleva previsão de aumento da safra agrícola para 30,3% em 2017

Domingo | 15.10.2017 | 14h00
Autor: G1

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) elevou em setembro sua previsão para a safra agrícola de 2017. O órgão informou nesta terça-feira (10) a estimativa para a produção em 242 milhões de toneladas, uma alta de 30,3% em relação a 2016 (185,8 milhões). A estimativa da área a ser colhida cresceu 7,3% frente a 2016. As informações são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA). O resultado é 0,5% maior quando comparado com agosto, quando a estimativa foi de 240,9 milhões de toneladas. O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos desse grupo e representaram, juntos, 93,7% da estimativa da produção e 87,9% da área a ser colhida. Em relação a 2016, houve aumento de 2,2% na área da soja, de 19,4% na área do milho e de 3,9% na área de arroz. Na produção, houve alta de 19,5% para a soja, 16,2% para o arroz e 55,2% para o milho. Na avaliação para 2017, o Mato Grosso foi o maior produtor nacional de grãos, com participação de 26,2%, seguido pelo Paraná (17,2%) e Rio Grande do Sul (15,1%), que, somados, representaram 58,5% do total nacional previsto. Completam o grupo dos dez maiores produtores de grãos Goiás (9,4%), Mato Grosso do Sul (7,9%), Minas Gerais (5,9%), São Paulo (4,0%), Bahia (3,4%), Santa Catarina (2,9%) e Maranhão (1,8%).

Prefeitura Municipal de Brumado intensifica ações no combate à seca na zona rural do município

Domingo | 15.10.2017 | 12h00
Autor: Ascom - Prefeitura Municipal de Brumado


Com a intensificação da estiagem, as comunidades rurais de Brumado começam a vivenciar de forma mais aguda a queda no abastecimento, muitas vezes com os reservatórios cada vez mais limitados. Visando ampliar ainda mais a sua agenda produtiva nessa esfera, a Prefeitura Municipal de Brumado vem dimensionando ainda mais suas ações nesse sentido, principalmente com a limpeza de aguadas e cacimbas, que contribuem de forma muito positiva para o aumento da oferta de água para as milhares de famílias que residem no meio rural. Nesta semana os trabalhos tiveram a sua continuidade, onde foram atendidas, com a abertura de cacimbas, as regiões da Fazenda Nova, Arrecifinho, Boa Vista II, Barra do Tanque, Fazenda Gambá e Caldeirãozinho. Segundo o secretário municipal de Agricultura, Recursos Hidrícos e Meio Ambiente, Charles Granger, "a forte estiagem dos últimos anos, que foi provocada pelos fenômenos climáticos, vem alterando a rotina dos milhares de habitantes que residem na zona rural, os quais, nessa época onde a situação é mais crítica, necessitam com urgência de ações como essas para que o convívio com a seca seja o melhor possível". Ainda segundo o secretário, "somente com o início do período chuvoso é que a situação será revertida, por isso que a abertura e limpeza de cacimbas e aguadas é muito importante, pois proporcionam reservatórios que trazem alívio para as comunidades". E encerrou destacando que "mas, enquanto as precipitações pluviométricas não vêm, vamos continuar trabalhando duro atendendo o maior número de localidades possíveis".

'Manual da redação' do Enem 2017 manterá as regras do ano passado e será divulgado nesta segunda, diz Inep

Domingo | 15.10.2017 | 10h00


A cartilha do participante, conhecida como o 'manual da redação' do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), será divulgada na próxima segunda-feira (16). Ao G1, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) antecipou que as cinco competências exigidas na prova de redação continuam iguais, assim como as demais regras da prova. Segundo o instituto, ainda não está definido o horário da divulgação do documento. Isso quer dizer que a estrutura da redação do Enem 2017 será a mesma da edição anterior. As cinco competências são as regras básicas pelas quais os corretores da redação atribuem as notas aos candidatos do Enem. Cada uma vale no máximo 200 pontos, por isso a nota máxima da redação é mil. Veja quais são elas:

  • Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
  • Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
  • Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
  • Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
  • Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Decisão da Justiça do DF determina votação aberta no caso Aécio

Domingo | 15.10.2017 | 07h30

 Decisão liminar da Justiça Federal em Brasília proíbe o Senado de fazer votação secreta na sessão que vai decidir sobre o afastamento ou não e o recolhimento noturno do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A decisão do juiz federal Márcio Luiz Coelho de Freitas, tomada na noite de ontem (13), veio em resposta a uma ação popular que pede a votação nominal e aberta. A sessão do Senado para votação do caso está marcada para próxima terça-feira (17). A ação popular proposta pelo presidente da União Nacional dos Juízes Federais (Unajuf), Eduardo Luiz Rocha Cubas, registra que “foi noticiada a possibilidade de que o Senado poderá esconder-se por trás do voto secreto” para decidir sobre o futuro de Aécio e cita a Constituição para embasar que “os políticos devem satisfação como os ministros do STF [Supremo Tribunal Federal] pela sua atuação”. Na decisão, o juiz Márcio Luiz Coelho de Freitas conclui que “a adoção de votação sigilosa configuraria ato lesivo à moralidade administrativa, razão pela qual defiro a liminar para determinar que o Senado Federal se abstenha de adotar sigilo nas votações referentes à apreciação das medidas cautelares aplicadas ao senador Aécio Neves”. No final de setembro, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 3 votos a 2, afastar o senador Aécio Neves do exercício de seu mandato, medida cautelar pedida pela Procuradoria-Geral da República no inquérito em que o tucano foi denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base nas delações premiadas da empresa J&F.

Até 2020, mais de 80 milhões de pessoas no mundo terão glaucoma

Sábado | 14.10.2017 | 17h50
Autor: G1


A Organização Mundial de Saúde (OMS) e centros de pesquisas internacionais estimam que, em 2020, 80 milhões de pessoas no mundo terão glaucoma. Em 2040, serão mais de 111 milhões de pessoas atingidas pela doença. O glaucoma não tem cura e é considerado a maior causa de cegueira irreversível. O diagnóstico precoce é a melhor forma de dar qualidade de vida ao paciente. O tratamento não permite o avanço da doença, mas não consegue recuperar parte da visão que o paciente perdeu. O glaucoma é um estreitamento do campo visual. Estudos indicam que 1,2% da população aos 40 anos tem o problema. Aos 80, esse índice chega a 8%. No Brasil já existem mais de 1,2 milhões de pessoas cegas, e a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 80% dos casos de cegueira pelo mundo poderiam ser evitados ou tratados.

Mudanças no Fies são aprovadas em comissão do Congresso

Sábado | 14.10.2017 | 16h00


FOTO: Reprodução

O relatório do deputado Alex Canziani (PTB-PR) sobre a Medida Provisória 785/2017, que trata das mudanças no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), foi aprovado na última terça (10) na comissão especial que analisa a MP. O texto deve ser votado no plenário da Câmara até o dia 17 de novembro para que a medida não perca a validade. Entre as mudanças introduzidas no relatório está a ampliação do aporte do Tesouro Nacional ao Fundo Garantidor do Fies (FG-Fies), de R$ 2 bilhões para R$ 3 bilhões em quatro anos. O texto aprovado também estabelece que a parte do Fies destinada a estudantes carentes terá juro zero. O benefício já tinha sido anunciado pelo governo, mas não estava no texto da MP enviado ao Congresso. A comissão também aprovou a possibilidade de usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o pagamento das dívidas do Fies, mas a medida depende de aprovação do Conselho Curador do FGTS. “Houve uma grande movimentação de ministros, e do setor de construção civil, dizendo que isso ia afetar muito, então colocamos essa possibilidade, mas desde que haja aprovação do conselho curador”, explicou o relator. Canziani decidiu tirar do texto da MP a possibilidade de financiamento pelo Fies de cursos à distância. Mas, segundo ele, isso não impede que o Ministério da Educação autorize o financiamento desses cursos. “O texto da lei hoje não impede o financiamento da educação à distância, a gente queria deixar mais clara essa possibilidade, mas para chegar a um consenso, nós tiramos”, disse o deputado. O relatório manteve a possibilidade de professores abaterem 1% do saldo devido no Fies para cada mês trabalhado na rede pública de educação, como é atualmente. O texto do governo limitava o abatimento a 50% do valor do financiamento. Para médicos, essa restrição percentual foi mantida. Segundo o relator, o texto deve ser votado em plenário em duas semanas. “É o ideal dentro daquilo que conseguimos construir. Eu queria que tivesse mais vagas, melhores condições, mas para ele seja sustentável e perene, tivemos que fazer dentro dessa limitação”, diz.

Mudanças
Em julho deste ano, o governo anunciou mudanças no Fies a partir do ano que vem. Estão previstos três tipos de financiamento, sendo que 100 mil vagas serão ofertadas com recursos públicos, que terão juro zero e serão voltadas a estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar de três salários mínimos. As outras duas modalidades serão financiadas com recursos dos fundos constitucionais regionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

Policial civil ganha fama na internet pelo porte físico e conta rotina de treinos

Daiane Krause, de 29 anos, malha durante cinco dias da semana, com acompanhamento personal e tem uma alimentação voltada para não baixar o peso que conquistou

Sábado | 14.10.2017 | 15h00


Daiane Krause com o personal Anderson Wedekin (Foto: Daiane Krause / arquivo pessoal)

Pesando 74 kg e medindo 1,70 m de altura, a policial civil Daiane Krause, de 29 anos, conta que para chegar a forma física desejada, precisou ter disciplina e uma rotina de academia. A jovem malha durante cinco dias da semana, com acompanhamento de um personal e tem uma alimentação voltada para não baixar o peso que conquistou. A jovem mora em Alta Floresta D’ Oeste, RO, e atrai a atenção pela beleza, principalmente nas redes sociais, onde já chegou a ter 55 mil seguidores.Daiane conta que sempre foi magra e não era satisfeita com o corpo que tinha, pesando entre 49 kg e 54 kg. Essa realidade só mudou quando tinha 21 anos. Eu precisei ficar um tempo em Porto Velho estudando e nesse período ganhei peso. Quando retornei para Alta Floresta decidi entrar em uma academia e o peso a mais se transformou em massa muscular no meu corpo – contou. Como gostou do resultado, Daiane manteve os treinos, e há oito anos frequenta academias pelo menos cinco vezes na semana. Porém, os treinos não eram acompanhados por profissional de educação física, o que lhe rendeu uma lesão no joelho esquerdo. Com o surgimento desses problemas, a policial decidiu contratar um personal trainer e há três meses realiza os treinos com acompanhamento. A policial vai a academia cinco vezes por semana e treina cerca de uma hora por dia. Faço exercícios aeróbicos em jejum, musculação e aeróbicos a noite. É muito importante ter esse acompanhamento profissional, pois tinha oito anos de academia e ainda executava alguns treinos errados, o que me causou lesões. Após esse acompanhamento tive melhoras significativas no treino, além da segurança que sinto em fazer musculação. Antes eu sentia dores fortes ao malhar, agora não sinto nada, por isso é importante ter esse apoio, orientou Daiane.

'Capoeira gospel' cresce e gera tensão entre evangélicos e movimento negro

Sábado | 14.10.2017 | 14h00
Autor: G1


stavam presentes o berimbau, o atabaque, a ginga e os saltos mortais. Quase tudo fazia lembrar um jogo de capoeira típico, mas, em vez dos cânticos que enaltecem os orixás ou trazem referências à cultura negra, os versos faziam louvor a Jesus Cristo e a roda era alternada com momentos de pregação e oração. "Não deixa seu barco virar, não deixa a maré te levar, acredite no Senhor, só ele é quem pode salvar", cantavam as cerca de 200 pessoas, reunidas na quadra de uma escola para o "1º Encontro Cristão de Capoeira do Gama" (região administrativa do Distrito Federal), numa tarde de sábado. Era mais um evento de capoeira evangélica, também chamada de capoeira gospel, vertente que ganha cada vez mais adeptos no Brasil, principalmente por meio da palavra e do gingado de antigos mestres que se converteram à religião. Se antes a prática enfrentava resistência dentro de igrejas, agora, nessa nova roupagem, é cada vez mais considerada uma eficiente ferramenta de evangelização. "Hoje é difícil você ir numa roda que não tenha um (capoeirista evangélico), e vários capoeiristas viraram pastores. É um instrumento lindo de evangelização porque é alegre, descontraído, traz saúde, benefícios sociais", afirma Elto de Brito, seguidor da Igreja Cristã Evangélica do Brasil e um dos palestrantes do evento. Praticante de capoeira há 40 anos e convertido há 25, Suíno é líder do movimento "Capoeiristas de Cristo", que estima reunir cerca de 5 mil pessoas no país. Ele realiza encontros nacionais em Goiânia há 13 anos - a edição de 2018 será pela primeira vez em Brasília. O mestre calcula ainda que já existem cerca de 30 "ministérios" de capoeira, ou seja, grupos diretamente ligados a igrejas. "Há um cuidado para não chocar com as visões da igreja. Cuidado com a roupa, com o linguajar, com as músicas, mas que "não necessariamente tem que ser só música que fala de evangelho, de Deus", explica.

Caixa suspende sistema de pagamentos de abono, rendimentos e cotas até domingo

Sábado | 14.10.2017 | 13h00
Autor: Agência Brasil


Foto: Arquivo / Barra Urgente

Os pagamentos do abono salarial, rendimentos e cotas do Programa de Integração Social (PIS) estão suspensos em todos os canais da Caixa Econômica Federal até o próximo domingo (15). A instituição está preparando os sistemas operacionais para pagamento das cotas do PIS por idade e aposentadoria, com calendário a ser iniciado em 19 de outubro. "A Caixa está se preparando da melhor maneira, na estratégia de atendimento e na parte operacional e tecnológica, para que os beneficiários possam ter agilidade ao procurar os canais de saque", informou o superintendente nacional de Benefícios Sociais da Caixa Econômica Federal, Rogério Saab. A primeira fase do calendário de pagamento das cotas do PIS é direcionada a maiores de 70 anos. Para titulares de conta corrente ou poupança individual na Caixa, a instituição vai liberar o saque na terça-feira (17). Os demais beneficiários seguirão o calendário que se inicia no dia 19.

Mães acusam professora de colocar crianças em saco de lixo como castigo

Sábado | 14.10.2017 | 12h00


Mães de alunos de uma escola pública infantil acusam uma professora de colocar crianças de três a quatro anos em sacos de lixo como forma de castigo, em Restinga, interior de São Paulo. A denúncia foi apresentada à Polícia Civil por duas mães, mas o fato teria acontecido com ao menos três crianças. A professora foi afastada, mas seu advogado diz que a denúncia é uma retaliação das mães, por terem sido chamadas à escola em razão de atos de indisciplina dos filhos. Os maus tratos teriam acontecido na Escola Municipal de Ensino Básico (Emeb) Célia Teixeira Ferracioli. De acordo com a denúncia, a professora obrigava as crianças mais “levadas” a entrarem no saco e fechava a boca, que era aberta quando os outros alunos terminavam uma contagem de 1 a 10. Caso a criança chorasse, o saco era aberto antes. Uma das mães contou que soube do castigo porque o filho de 3 anos disse que não queria mais ir à escola “para não ser colocado no saco”. Ela levou o caso ao Conselho Tutelar que a orientou a procurar a direção da Emeb e registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Três são mortos em confronto após tentarem escapar de barreira policial em rodovia da BA, diz SSP

Sábado | 14.10.2017 | 11h00
Autor: G1

Três homens foram mortos em um confronto com policiais militares após tentarem escapar de uma barreira policial montada na BR-116, próximo da cidade de Jequié, no sudoeste da Bahia, segundo informações divulgadas neste sábado (14) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). Conforme a polícia, os suspeitos, Sidnei Leal de Araújo, de 32 anos, conhecido como 'Piá, o Barão do Pó', Edvan Alves da Silva, 34, o 'Didiu', e Fabrício Félix Silva Ferreira, 30, estavam em um carro e, quando visualizaram os policiais, abandonaram um veículo e se esconderam em um matagal. A SSP disse que os policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central e do 19° Batalhão da Polícia Militar (Jequié) fizeram uma varredura pela área e os suspeitos dispararam contra os policiais, que revidaram. No confronto, o trio foi atingido. Os suspeitos foram socorridos para o Hospital Geral Prado Valadares, mas não resistiram. Com os suspeitos, a polícia disse ter apreendido uma pistola calibre 9mm de uso restrito das Forças Armadas e Polícia Federal e dois revólveres calibres 38. As armas foram apresentadas na Delegacia Territorial de Jequié, onde toda a ocorrência foi registrada. Sidnei é apontado pela polícia como traficante de drogas, assaltante de banco e homicida. Em 2012, ele chegou a ser apresentado no auditório da SSP por ter explodido caixas de um banco em Itatim e por liderar uma quadrilha na cidade de Santo Estevão e região. Segundo informações iniciais colhidas pela polícia, Sidnei estava escondido fora do país e agia em conjunto com quadrilhas do Sudeste do Brasil em ações de tráfico e explosões de bancos. A SSP-BA não informou se os outros homens que estavam com ele também já têm passagens por algum crime.

Secretaria de Saúde de Brumado realizará pesquisa sobre o Aedes Aegypti

Sábado | 14.10.2017 | 10h02


A Secretaria Municipal de Saúde de Brumado (Sesau) comunica à população que, no período de 16 a 30 de outubro, será realizada na sede do município uma pesquisa que tem o objetivo de estudar a resistência a inseticidas das populações de mosquito Aedes Aegypti. Os agentes de endemias instalarão armadilhas para a coleta de ovos nas residências selecionadas. Pedimos à população que receba o agente, o qual estará devidamente identificado com crachá.

Conquista: Detento é encontrado morto em novo conjunto penal

Sábado | 14.10.2017 | 09h00


Foto: Reprodução / Blog do Anderson

Um detento foi achado morto dentro do Conjunto Penal de Vitória da Conquista, no sudoeste, nesta quinta-feira (12). Segundo o Blog do Anderson, é o terceiro óbito registrado desde o início das atividades do novo conjunto penal da cidade, em agosto do ano passado. A vítima, identificada como Lázaro Aparecido, foi encontrado com vários hematomas no pescoço. Não foi informado o motivo da morte. Após a constatação do óbito, o corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade. 

Petrobras aumenta preço da gasolina nas refinarias em 0,8% a partir de sábado

Sábado | 14.10.2017 | 08h01
Autor: Agência Brasil


O preço da gasolina vendida pela Petrobras nas refinarias será elevado em 0,8%, a partir deste sábado (14). A informação foi divulgada nesta sexta-feira (13) pela estatal. Isso não significa, necessariamente, aumento nos postos de gasolina. O valor final aos motoristas nas bombas deverá variar, de acordo com estoques dos postos e a concorrência, pois o preço ao consumidor é regulado livremente pelo mercado. Já o preço do óleo diesel sofreu redução de 0,2%, que também valerá a partir deste sábado. Segundo a companhia, a política de preços para a gasolina e o diesel vendidos nas refinarias às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, que representa a alternativa de suprimento oferecido pelos principais concorrentes para o mercado. “Em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional, analisamos nossa participação no mercado interno e decidimos periodicamente se haverá manutenção, redução ou aumento nos preços praticados nas refinarias”, explicou a estatal.

Ladrão mais procurado da Bahia morre em confronto com o Bope de Goiás

Sexta | 13.10.2017 | 18h30
Autor: SSP - Goiás


(Foto: Divulgação)

Apontado como o mais perigoso ladrão de bancos e de carros fortes da Bahia, o foragido da Justiça Profeta Soares Nogueira, 31, morreu durante uma troca de tiros com policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na manhã desta quarta-feira, na cidade de Águas Lindas, em Goiás. Com ele, os PMs encontraram um veículo roubado, e uma pistola de uso restrito. Foi depois de trocar informações com a Polícia Federal e com as Polícias Civil e Militar da Bahia, que uma equipe do Bope descobriu que Profeta Soares estaria morando em Águas Lindas. Localizado hoje pela manhã no momento em que circulava em um veículo roubado modelo Cruze, o criminoso atirou contra os militares, e fugiu em alta velocidade. Após perseguição e troca de tiros, Profeta Soares abandonou o carro em um setor de chácaras, fugiu correndo a pé, e em novo confronto acabou baleado e morto. Com ele, os militares do Bope encontraram documentos falsos, e uma pistola calibre Nove Milímetros. Durante a perseguição, uma viatura do Bope capotou, mas os policiais nada sofreram. Dono de uma vasta ficha criminal, que inclui principalmente roubos praticados contra instituições bancárias, Profeta Soares Nogueira é apontado pela polícia baiana como participante de um assalto ocorrido em 2011 no Posto Fiscal do Distrito de Rosário, em Correntina, ação esta em que dois policiais militares acabaram mortos durante confronto com os criminosos. Na ficha criminal dele, constam ainda duas fugas do Complexo de Barreiras, sendo uma em 2011, e a última em 2013.

Mega-Sena acumula e pagará R$ 6 milhões no sábado; veja nºs

Sexta | 13.10.2017 | 17h12
Autor: Terra


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1976 da Mega-Sena, sorteado na noite desta quarta-feira na cidade de Chapecó (SC). O prêmio, que era de R$ 3 milhões, acumulou e agora pode pagar R$ 6 milhões no próximo sorteio, no sábado. Segundo a Caixa Econômica Federal, 62 apostas acertaram a quina e levarão R$ 24.797,36 cada uma. Já a quadra teve 3.551 apostas ganhadoras que receberão R$ 618,51 cada um. A arrecadação total é de mais de R$ 26 milhões. Quem pretende levar os R$ 6 milhões no próximo concurso pode fazer as apostas até as 19h (de Brasília) do dia do próximo sorteio em qualquer lotérica do País. A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do Brasil.

Brasil terá 11,3 milhões de crianças obesas em 2025, estima organização

Sexta | 13.10.2017 | 16h11
Autor: R7


A população mundial está ganhando peso rapidamente, principalmente crianças e adolescentes. Segundo estudo publicado nesta terça-feira na revista científica The Lancet, a taxa global de obesidade em crianças disparou em 41 anos. Por outro lado, o índice de baixo peso caiu. O Brasil segue na mesma direção. Entidades de saúde alertam que, se não houver uma mudança de rumo, o país, assim como a população global, enfrentará um forte crescimento de doenças associadas à obesidade, como diabetes, pressão arterial elevada e doenças de fígado. De acordo com o estudo divulgado na Lancet, a prevalência de obesidade global em meninas saltou de 0,7% em 1975 para 5,6% em 2016. Em meninos, a alta foi ainda maior: saiu de apenas 0,9% em 1975 para 7,8% em 2016. Como consequência, 124 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 19 anos ao redor do mundo estavam obesos em 2016. Os pesquisadores do estudo, coordenado pela universidade inglesa Imperial College London e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), alertam que, se a obesidade continuar crescendo nos níveis das últimas décadas, em cinco anos o mundo terá mais crianças e adolescentes obesos do que com baixo peso. em uma mudança de hábitos, em menos de uma década a obesidade pode atingir 11,3 milhões de crianças no Brasil, de acordo com um alerta divulgado pela Federação Mundial de Obesidade.

Vilões

A principal razão para a alta de peso na população mais jovem é o consumo de alimentos ricos em açúcar e gordura, principalmente os industrializados."Essas tendências preocupantes refletem o impacto da publicidade da indústria alimentícia e das políticas públicas ao redor do globo, com alimentos saudáveis e nutritivos se tornando algo muito caro para famílias e comunidades pobres", afirmou em um comunicado a pesquisadora que liderou o estudo publicando na Lancet, Majid Ezzati, da Escola de Saúde da Imperial College London. No Brasil a tendência é semelhante. Nas últimas quatro décadas, o índice de obesidade entre meninos saltou de 0,93% para 12,7%. Entre meninas, o crescimento foi menor, mas ainda assim elevado: passou de 1,01% em 1975 para 9,37% no ano passado, de acordo com dados compilados pela rede de cientistas de saúde NCD Risk Factor Collaboration, utilizados na pesquisa. "O estudo mostra que, em 40 anos, o mundo passou por uma transição nutricional, de saída da desnutrição e de entrada na obesidade", afirma Maria Edna de Melo, presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). "A situação de Brasil é semelhante ao que o estudo aponta - vivemos em um ambiente em que o número de crianças abaixo do peso não mais preocupa. O que mais preocupa é o número de crianças com excesso de peso e de obesidade", avalia.

SUS distribuirá novo tipo de insulina para crianças com diabete tipo 1

Sexta | 13.10.2017 | 15h00
Autor: Estadão


A partir de 2018 o Sistema Único de Saúde (SUS) passará a distribuir para crianças com diabete tipo 1 a insulina análoga, medicamento que pode reduzir o risco de complicações da doença. A expectativa é de que 100 mil crianças passem a usar o medicamento, hoje obtido por meio de decisões na Justiça. A insulina análoga é preparada a partir da biotecnologia. De acordo com o Ministério da Saúde, ela permite maior controle dos níveis de açúcar, uma vez que sua ação é imediata. O novo medicamento também tem uma aplicação mais fácil. Em vez das seringas, é usada uma caneta, que permite o reúso. "Ela traz maior conforto", afirma o diretor do departamento de assistência farmacêutica, Renato Alves Teixeira. O valor investido é de R$ 135 milhões anuais. O produto será ofertado prioritariamente a crianças e adolescentes. Mas a previsão é de que o produto seja usado também para adultos. O processo de licitação para a compra já começou a ser realizado. Ele prevê doses suficientes para atender 250 mil pessoas, por um ano. "Toda a demanda de crianças e adolescentes será atendida", disse Teixeira. Além do novo medicamento, a previsão é de que no próximo ano o Ministério da Saúde passe a comprar canetas para aplicação de insulina regular. A previsão é de que a licitação seja feita no primeiro trimestre e a entrega, no segundo semestre. A insulina regular é distribuída de forma gratuita nas unidades do Farmácia Popular. Como o jornal O Estado de S. Paulo adiantou, no entanto, tal distribuição poderá ser suspensa, caso não haja uma redução dos preços pagos pelo Ministério da Saúde. Para abastecer unidades básicas de saúde, a pasta desembolsa o equivalente a R$ 10. No caso da Farmácia Popular, o ministério faz o reembolso, no valor de R$ 27. "Se não houver entendimento com as farmácias, ela passará a ser distribuída na rede própria, como outros medicamentos", afirmou.

Brasil pode crescer 4% dentro de três anos, diz Meirelles

Sexta | 13.10.2017 | 14h00
Autor: Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou hoje (12), em Washington, que o Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) potencial do Brasil pode passar a ser de 4%, caso as reformas propostas pelo governo sejam aprovadas. Meirelles citou como exemplo reformas macroeconômicas, entre as quais a tributária e a da Previdência. “Algumas delas já foram aprovadas, como, por exemplo, a taxa de longo prazo para o BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social]”, destacou o ministro. Ele disse que seria viável atingir esse patamar em um horizonte de tempo de “três, quatro anos”. Perguntado  sobre os impactos de curto prazo da reforma da Previdência, o ministro afirmou que há efeitos positivos, como o aumento do nível de confiança, da força e da estabilidade dos índices econômicos do país, além da expansão do volume de investimentos. Meirelles ressaltou que a aprovação da reforma é do interesse das diversas facções políticas, “inclusive porque, se não for aprovada agora, ela terá que ser discutida e aprovada no próximo governo. Isso será ruim para quem assumir, porque o primeiro desafio será enfrentar a reforma da Previdência”. Para o ministro, caso a reforma não seja aprovada, haverá outro impacto, que deve ser levado em consideração por causa do teto dos gastos. “Se não houver aprovação das medidas necessárias e se, em algum momento, o Orçamento e as despesas públicas violarem a regra do teto, os mecanismos são autocorretivos. Existe, então, o corte de novas isenções, subsídios, paralisação de qualquer aumento de contratação ou de salários”. Segundo Meirelles, isso favorece a aprovação de normas que viabilizem o teto de gastos “de uma maneira mais uniforme no futuro”.

Mercado financeiro

Durante palestra nesta quinta-feira em um evento promovido pelo Instituto de Finanças Internacionais (IIF), o ministro da Fazenda falou sobre os riscos para economia global, caso os bancos centrais de países desenvolvidos demorem a aplicar uma normalização de suas políticas monetárias, ou seja, um aumento gradual de suas taxas de juros. Isso, segundo Meirelles, poderia levar a uma bolha nos mercados de ativos internacionais, cujo rompimento geraria crise. “É um risco. Evidentemente o Fed [Banco Central norte-americano] está atento a isso e anunciando uma normalização da politica monetária. Isso também está acontecendo na Europa, e não acredito que este seja o cenário provável”, afirmou. Ele disse também que, com a consolidação das reformas que estão sendo feitas no país, a economia brasileira está ficando mais forte, mais resistente, portanto, em condições de enfrentar eventuais turbulências na economia global”.